Bem vindos!

Bem vindos ao maravilhoso mundo do coaching!
Coaching é acção acompanhada para rápidos resultados.


Questões sobre Life Coaching e marcação de sessões? Aqui

Pesquisa

 

TAGS/Temas

vários(344)

coaching(104)

resoluções ano novo(5)

comedores compulsivos anónimos(1)

televisão(1)

todas as tags

Nº Visitas

Sexta-feira, 2 de Maio de 2014

Força de vontade = forca na vontade. Tadinha da vontade... :)

 

Quantas vezes já não desejámos ter mais força de vontade?

 

Queremos começar a correr, queremos ir ao ginásio as nossas ideais 4x por semana, queremos continuar a comer saudável por mais do que 10 ou 30 dias, queremos deixar de comer depois do jantar, queremos deixar de comer chocolate ou bolachas e... IRRA que a coisa não passa da mesma cepa torta. Dava mesmo jeito ter mais força de vontade!

 

E porque é que será que é tão difícil de manter a força de vontade?

 

Ok, finalmente estamos lançados, inspirados, motivados, com tudo certinho, planeado, preparado, até estremecemos pois até nem parece real como estamos - finalmente - a levar a rotina saudável que desejariamos há tanto! Somos os maiores!!

Mas depois vêm os dias de frio, vem a chuva, vêm as reuniões tardias e inesperadas, vêm as idas ao médico dos filhos, vêm as dores de costas, vêm as dores mentruais, vêm os jantares de família, vem o Natal, vem as férias com tudo incluído, vem a preguiça, vem o cansaço, e a força de vontade transforma-se em FALTA de vontade! Porque não conseguimos manter, raios o partam??

 

Ok.

 

Respirar fundo por favor....

 

 

A minha teoria, já é minha, pois há tantos anos que a sigo, é esta:

 

A força de vontade é LIXO. Sim, cheira mal e é para deitar fora. Não é para consumir. A não ser que goste de comer lixo - força, deleite-se! :)

 

Ora, porque digo isto? Porque os resultados assim o indicam! Quem consome força de vontade fica doente - dos nervos, principalmente, e fica envenenado - pela frustração, acima de tudo. Não queremos isto, pois não? Ah bom.

 

A força de vontade serve para fazermos algo que não queremos fazer! 

 

Mas diga lá se não é verdade verdadinha - que para ir correr às 6:00 AM 3x por semana não precisa de força de vontade? Ah pois é. E não é pouca. É por isso que para muitos de nós essa actividade a essa hora não dá. Claro que isto é um exemplo apenas! E é um exemplo real meu :). Eu não queria correr a essa hora, queria querer (sobre isto falei no post anterior).

 

Por isso, e muito resumidamente, quem se propõe a mudar baseado unicamente na força de vontade: ESTÁ TRAMADO.

 

No outro dia, numa aldeia muuuuuuuito pequenina e atrás do sol posto, entrei numa cooperativa recreativa/café/salão de dança/sala de jogos. (Hehehe que coisa mais gira o nosso Portugal!). Havia lá uma sala bem grande com uma mesa de ping-pong e uns matrecos. Imediatamente senti uma IMENSA VONTADE DE JOGAR! E fantasiei que se houvesse um centro recreativo destes perto de mim, em Lisboa, que eu passaria horas a jogar ping-pong e matrecos - que adoro e me fazem lembrar quando era nova e jogava e me divertia tanto! Isto é um exemplo para verem a diferença entre ter VONTADE e precisar de força de vontade para adoptar hábitos e estilos de vida activos.

 

Cada um é que sabe o que gostaria de fazer onde não seja preciso ir contra a sua vontade com a força de vontade mas usasse apenas a genuína VONTADE de jogar, fazer, montar, utilizar, usar. Mexer o corpo já pode ser um desafio em si, por isso não complique mais a sua vida!

 

Lembre-se: Força de vontade = forca na vontade! Tadinha da vontade... :)

 

HAVE FUN INSTEAD!

 

 

TAGS/Temas:
Publicado por Madalena Munõz às 09:46
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos

Perfil e Contactos

Madalena Muñoz
Life & Wellness Coach.



O meu Perfil aqui

O meu Email coaching@madalenamunoz.com

Posts recentes

Peso Pele Praia Prato: Pr...

Coaching para Emagrecer: ...

É preciso traduzir? É ist...

E mai nada. Fazer tempo p...

Aprenda a identificar o q...

Se nada muda, nada muda.....

Seja livre de escolher!

Não adianta obcecar: é be...

Quanto menos açucar comem...

Mas afinal quem é que man...

Arquivos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO