Bem vindos!

Bem vindos ao maravilhoso mundo do coaching!
Coaching é acção acompanhada para rápidos resultados.


Questões sobre Life Coaching e marcação de sessões? Aqui

Pesquisa

 

TAGS/Temas

vários(344)

coaching(104)

resoluções ano novo(5)

comedores compulsivos anónimos(1)

televisão(1)

todas as tags

Nº Visitas

Quinta-feira, 1 de Maio de 2014

Basta querer. Basta querer?

Fomos feito para nos sentar quando vemos uma cadeira e comer quando vemos comida.
(Já não sei ao certo quem disse isto mas foi alguém com muita autoridade, por isso, acreditemos que é uma verdade.)

 

Se assim é, estamos muito equipados para preguiçar e armazenar. É este o nosso estado, por defeito, enquanto seres humanos.  

 

Se assim é, parece que é uma daquelas situações de arrumação da casa. Mal a arrumamos dum lado, a desarrumação a manifesta-se do outro. Credo.

 

Dito assim, até parece que nada podemos fazer em relação a isso. Pois, mas não é verdade.

 

Podemos SIM fazer MUITO em relação a isso. Basta querer.

 

Eis algumas ideias:

 

1. Longe da vista, longe da boca

2. Longe da televisão, longe da cadeira.

3. Casa de banho longe, carro longe, elevador longe, longo o número de passos por dia.

etc-

etc.

 

 

Não sei se reparou mas eu disse "basta querer".

 

Esse é outro buzilis. Ou aliás, esse é O buzilis. Pois quem é que não quer sentar-se e refastelar-se? Quem é que não quer COMEmorar, petiscar, provar, e às vezes provar várias vezes :) ? E fazer os dois ao mesmo tempo - quem é que já não comeu refastelado e esparremado? Só não se esparrema mais no cinema porque não dá, e porque se calhar engasgariamo-nos com as pipocas. Lá está, o duo infalível que apresenta a maior ameaça a este QUERER.

 

ENTÃO como se faz para querer? Há quem, ao menos, queira querer! O meu pai um dia disse-me que ía fazer hipnose para deixar de fumar. Eu que o conheço tão bem disse-lhe "mas o pai não quer deixar de fumar, o pai quer querer" E ele: "pois é, quero querer!" Ah, ok, então adeusinho 300€. Pois querer querer não chega, muito menos com esta técnica. É um princípio bom, mas é insuficiente.

 

Não se consegue comprar e não se consegue vender "desejo".

Ninguém consegue convencer ninguém a querer.

Temos de ser nós a criar essa vontade.

Sem ela, de nada servem as dicas, as ajudas, os conhecimentos, os livros de dieta, os sites, os técnicos experientes, os ginásios, nada.

 

Temos de ser nós a motivarmo-nos - e se quer querer, recomendo-lhe conversar com alguém que o ajude a QUERER, e não alguém que lhe mostre COMO fazer. Temos de primeiro QUERER, e depois é que vem o "como" da coisa.

 

Essa pessoa é que criará as condições dentro das quais você se vai motivar! EUREKA! Esse apoio é chave e é A chave.

 

Um qualquer decente Coach, por exemplo, é ideal! Pode contractar com um estalo de dedos um coach. Mas um discurso motivacional num vídeo de youtube, um sermão dum padre, uma conversa, um filme inspirador, um livro especial, uma amiga, uma inesperada entrevista na televisao, um professor, um terapeuta - qualquer situação de vida pode servir para encontrar essa motivação!!! Contudo, não fique à espera dessa sorte uma vida inteira :) Digo eu! Pergunte às suas amigas por uma boa referência para a ajudar a si.

 

As mudanças de vida acontecem a quem as quer, e não a quem (somente) precisa.

 

Abraços grandes,

Madalena

 

p.s. - este gato viu o peixe, QUER o peixe, e pimba lá foi ele atrás do que queria :)

 

TAGS/Temas:
Publicado por Madalena Munõz às 09:33
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos

Perfil e Contactos

Madalena Muñoz
Life & Wellness Coach.



O meu Perfil aqui

O meu Email coaching@madalenamunoz.com

Posts recentes

Peso Pele Praia Prato: Pr...

Coaching para Emagrecer: ...

É preciso traduzir? É ist...

E mai nada. Fazer tempo p...

Aprenda a identificar o q...

Se nada muda, nada muda.....

Seja livre de escolher!

Não adianta obcecar: é be...

Quanto menos açucar comem...

Mas afinal quem é que man...

Arquivos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO