Bem vindos!

Bem vindos ao maravilhoso mundo do coaching!
Coaching é acção acompanhada para rápidos resultados.


Questões sobre Life Coaching e marcação de sessões? Aqui

Pesquisa

 

TAGS/Temas

vários(344)

coaching(104)

resoluções ano novo(5)

comedores compulsivos anónimos(1)

televisão(1)

todas as tags

Nº Visitas

Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

"O email da fruta": será tudo verdade?

Em Agosto 2008 escrevi o seguinte na Revista PREVENIR, contrapondo alguns pontos de que fala o já popular email que elogia a fruta mas com algumas incorrecções, na minha opinião:

 

 Fruta é o mais perfeito alimento

Não é verdade, ou bastaria comermos fruta para uma boa saúde.

 

A fruta na sua grande maioria não tem, por exemplo, ácidos gordos essenciais nem proteínas. Exceptuando o leite materno não existe um só alimento “perfeito”, mas sim uma “orquestra” alimentar onde se tenta que haja harmonia, e que deve ser composta pelos mais variados instrumentos, tal como dita a “maestrina” A Nova Roda dos Alimentos.

 

gasta uma quantidade mínima de energia para ser digerida e dá ao seu corpo o máximo em retorno. O único alimento que faz seu cérebro trabalhar é glicose.

A fruta e principalmente frutose (que pode ser transformada com facilidade em glicose), é na maioria das vezes 90/95 % de água. Isso significa que ela está limpando e alimentando ao mesmo

tempo.

O único problema com as frutas é que a maioria das pessoas não sabe como comê-las de forma a permitir que o corpo use efetivamente seus nutrientes. Deve-se comer frutas sempre com o estomago vazio. Por que? A razão é que as frutas não são, em princípio, digeridas no estomago: são digeridas no intestino delgado.

 

Dependendo da capacidade de digestão, do tipo de fruta, e da composição e tamanho da refeição, pode ser aconselhável comer a fruta sozinha. As frutas começam a ser digeridas na boca, e em trinta minutos passam o estômago e chegam aos intestinos, onde completam a sua digestão. A carne, por exemplo, um alimento com gordura e muito concentrado em proteína, pode demorar 3 horas. Neste cenário, se misturadas, no estômago os açúcares da fruta podem fermentar e causar desconforto abdominal derivado do gás produzido. (De resto, nos lanches é comum eu recomendar que se coma fruta com iogurte, exactamente para prevenir o esvaziamento tão rápido do estômago e assim prolongar a sensação de saciadade). As proteínas, as gorduras e os hidratos de carbono são digeridos de modos diferentes, contudo ajuda a uma boa digestão não exagerar de nenhum destes nutrientes em detrimento dos outros numa única refeição, ingerir-se concentradas fontes de proteínas (ovos, carne e peixe) longe da fruta, comendo-a 30 minutos antes ou 2 horas depois duma refeição com esta composição, e fazer refeições mais pequenas. Ou seja, este é um conselho seguro mas não obrigatório.

 

As frutas passam rapidamente pelo estômago, dali indo para o intestino, onde liberam seus açúcares. Mas se houver carne, batatas ou amidos no estômago, as frutas ficam presas lá e começam a fermentar.

Você já comeu alguma fruta de sobremesa, após uma lenta refeição, e passou o resto da noite arrotando aquele desconfortável sabor restante? É porque você não a comeu da maneira adequada. Deve-se comer frutas sempre com o estomago vazio.

 

A melhor espécie de fruta é a fresca ou o suco feito na hora.

É verdade quanto aos sumos e na maioria das vezes a fruta fresca (da época) é de facto a melhor. Contudo atente a que a come mal é descascada! Se a descascar e a deixar ao ar e à luz, perde nutrientes (tal como as saladas de fruta nos restaurantes, apesar de mesmo assim ser preferível a qualquer bolo seco ou com creme!). Na fruta congelada também encontramos uma boa fonte de saúde.

 

Você não deve beber suco de lata ou do recipiente de vidro. Por que não? A maioria das vezes o suco foi aquecido no processo de vedação e sua estrutura tornou-se ácida. Quer fazer a mais valiosa compra que possa? Compre uma centrífuga. Você pode ingerir o suco extraído na centrífuga como se fosse a fruta, com o estomago vazio. E o suco é digerido tão depressa que você pode comer uma refeição quinze ou vinte minutos mais tarde.

O Dr. William Castillo, chefe da famosa clínica cardiológica Framington, de Massachusetts, declarou que fruta é o melhor alimento que podemos comer para nos proteger contra doenças do coração. Disse que as frutas contêm bioflavinóides, que evitam que o sangue se espesse e obstrua as artérias. Também fortalecem os vasos capilares, e vasos capilares fracos quase sempre provocam sangramentos internos e ataques cardíacos.

Agora, uma coisa final que gostaria que mantivesse em sua mente sobre frutas.

Como se deve começar o dia? O que se deve comer no café da manhã?

Você acha que é uma boa idéia pular da cama e encher seu sistema com um grande monte de alimentos (principalmente café e o pão branco com manteiga), que levará o dia inteiro para digerir? Claro que não! O que você quer é alguma coisa que seja fácil de digerir, frutas que o corpo pode usar de imediato, e que ajuda a limpar o corpo.

 

 

Quando levantar-se, e durante o dia, o quanto for confortavelmente possível, coma só frutas frescas e sucos feitos na hora. Mantenha esse esquema até pelo menos o meio-dia, diariamente. Quanto mais tempo ficar só com frutas em seu corpo, maior oportunidade de ele limpar-se.

 

Discordo com este último conselho, porque o corpo não se limpa com comida mas nutre-se com “boa” comida. Não é comendo fruta que eliminamos necessariamente mais toxinas -- podendo  acontecer exactamente o contrário se esta contiver muitos resíduos de pesticidas, por exemplo, como é comum nos morangos e tomates. O orgão desintoxicador, por excelência, do nosso organismo é o fígado, por isso o que se recomenda para “uma limpeza”, entre várias medidas tal como não fumar e não beber álcool, é optar por uma alimentação fortificante (e que inclúa fruta, é certo), para manter as células do nosso organismo bem nutridas e em bom funcionamento, incluíndo as do fígado...

 

Se você começar a se afastar dos outros ''lixos'' com que costuma encher seu corpo no começo do dia, sentirá uma nova torrente de vitalidade e energia, tão intensa que você mal acreditará. Tente durante os próximos dez dias e veja por si mesmo!

TAGS/Temas:
Publicado por Madalena Munõz às 09:09
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De Anónimo a 22 de Outubro de 2010 às 16:16
Obrigada. Comecei ontem a minha luta,irei seguir também estas dicas.Leo Marques

Comentar post

Perfil e Contactos

Madalena Muñoz
Life & Wellness Coach.



O meu Perfil aqui

O meu Email coaching@madalenamunoz.com

Posts recentes

Peso Pele Praia Prato: Pr...

Coaching para Emagrecer: ...

É preciso traduzir? É ist...

E mai nada. Fazer tempo p...

Aprenda a identificar o q...

Se nada muda, nada muda.....

Seja livre de escolher!

Não adianta obcecar: é be...

Quanto menos açucar comem...

Mas afinal quem é que man...

Arquivos

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO