Bem vindos!

Bem vindos ao maravilhoso mundo do coaching!
Coaching é acção acompanhada para rápidos resultados.


Questões sobre Life Coaching e marcação de sessões? Aqui

Pesquisa

 

TAGS/Temas

vários(344)

coaching(104)

resoluções ano novo(5)

comedores compulsivos anónimos(1)

televisão(1)

todas as tags

Nº Visitas

Segunda-feira, 11 de Junho de 2007

Obesidade Infantil 9 anos - divisão das responsabilidades entre pais e filhos

Tenho uma menina com 9 anos, nao sendo muito alta pesa 38kg.

Eu gostaria de conseguir ajuda-la a perder algum peso, pois a minha menina tem muitos problemas de auto estima ,esta sempre a dizer que é feia, que é muito gorda, e eu propria por vezes cometo erros ao tentar chama-la atenção constantemente para ela nao comer o que lhe faz fal (pelo meu entender)

Os amiguinhos na escola estao sempre a goza-la a dizer que ela é gorda e que é feia e ela chora muitas vezes triste porque nao consegue controlar o apetite.

Ela é muito inquieta, nervosa ,mas nao é hiperactiva porque a psicologa da escola ja lhe fez uns testes de avaliação nesse sentido.

Sente-se muito infeliz !

E eu gostaria de lhe fazer uma dieta alimentar ...mas ....tenho medo de fazer alguma coisa errada e prejudicar-lhe ainda mais a saude .

 

Resposta

Querida mãe preocupada,

Fez muito bem em escrever pois a polémica da obesidade infantil é delicada e merece muita atenção.

1) faz bem em NÃO pô-la a fazer dieta.

Os pais que limitam a quantidade de alimento a uma criança que ainda não está satisfeita, causam no seu filho um receio inapropriado e prejudicial: “terei eu suficiente que comer?” Em estado de alerta, a criança pode passar a comer demais sempre que puder (e isto é uma questão de tempo), e isso desregulariza o seu mecanismo interno de fome e saciedade, o que pode levar a que fique gorda ou obesa.

 

2) Há certas regras de ouro da divisão das responsabilidades alimentares que devem ser respeitadas, são elas:

 

2a) Aos pais compete decidir:

- o que se come nas refeições,

- onde e

- quando (para crianças a partir do ano de idade até à adolescência)

 

2b) À criança e ao adolescente compete decidir:

- a quantidade que come, e se é que come.

 

2c) Se os pais não confiarem na capacidade de regulação dos seus filhos, e interferirem na sua alimentação, as refeições tornar-se-ão um campo de batalha e o peso deles não irá melhorar, antes pelo contrário.

 

3) Faça refeições em família.

Proporcionam apoio emocional e social – os filhos gostam do tempo passado com os pais, gostam da atenção que recebem, pois dão-lhes valor e sentido de respeito.

Não estrague o ambiente familiar sendo demasiadamente controlador do que eles comem e quanto comem!

 

4) Para a idade e peso ela está no percentil 90. Importa saber se tem sido sempre esta a curva de crescimento ou o que aconteceu para se ter alterado. Importa saber qual o percentil da altura. Salvo em casos em que há uma anormal subida, ou descida, de peso para a idade para essa criança, o desenvolvimento deve ser considerado normal. Não esquecer que elas vêm ao mundo em vários tamanhos, há que respeitar a natureza.

 

5)  Importante:

Comer... é mais do que decidir o que e quanto comer.  Alimentar... é mais do que escolher as comidas e dá-las a uma criança. Comer e alimentar... reflecte a história das pessoas, as suas relações com os outros e com elas mesmas. Alimentar uma criança é criar laços entre pais e filhos, é confiar ou controlar, é dar ou negligenciar, é aceitar ou rejeitar. Comer é criar ligações com os nossos corpos e com a própria vida. Comer pode ser agradável, com muita alegria e vitalidade, ou pode ser terrível, minado pelo controle e pelas restrições.” E. Satter

 

Vá com calma e se precisar de mais ajuda venha cá falar comigo, mais a sua filha.

1 beijinho para cada uma,

 

Madalena

 

TAGS/Temas:
Publicado por Madalena Munõz às 22:22
Link | Comentar | Adicionar aos favoritos

Perfil e Contactos

Madalena Muñoz
Life & Wellness Coach.



O meu Perfil aqui

O meu Email coaching@madalenamunoz.com

Posts recentes

Comedores Compulsivos Ano...

Humor :)

Oferta de Ebook de Dicas ...

Dica para coaching no con...

Controlo de Peso: Como Em...

"Dicas Saudáveis"

Força de vontade = forca ...

Basta querer. Basta quere...

QUAL A PRIMEIRA, PEQUENIN...

Se nada muda, nada muda:

Arquivos

Setembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

blogs SAPO